OFBA – OFRN – APBT 13/04/2020

No final dos anos 70, o Dan Hanna, criador de American Pit Bull Terrier, leva alguns de seus cães para uma jornada genética de seleção funcional onde reuniria os “Olds Family” com o resgate dos “Old Family Red Nose”, para aqueles que não entendem com profundidade esses termos, seria a junção entre os cães “Lightner’s” com os “Tudor’s”. Contrariando a muitos contemporâneos, Dan Hanna tem em mente junções que remontam a mais de 10 gerações. Não apenas isso, ele escolhe uma de suas bases um cão chamado “Ch Douglas Dirty Harry”, sua genética desafia os conceitos de resultados de seu tempo, Uma proposta de resgate de cães “Hemphill / Wilder OFRN”, mas no seu pedigree tem sangues como “Acher’s”, mas Dan Hanna sabia o que estava fazendo, ele conhecia profundamente aquele sangue: Heinzl, McCoy, Sparks, Storm, Sarona, Carver, Loposay, Tartenaar, entre outros.
O OFBA foi idealizado por Dan Hanna, para resgatar dentro da genética “Red Satan” cães de performance, dignos bulldogs que poderiam ser chamados de APBT. Dan Hanna morreu por vício nas drogas (infelizmente um gênio nos OFRN, mas fraco no controle de sua própria vida), mas um DogMen extraordinário, com muitas parcerias, deixou um legado silencioso na Califónia. Com a forte rejeição dos combates entre cães pela sociedade da época, muitos migraram para outras raças, alguns encerram e poucos continuaram o projeto, dessa vez em silêncio no Oeste da Califórnia. A herança dessa seleção podemos encontrar hoje, em várias partes do mundo, mas todos que receberam em alguma porcentagem esse sangue, deve lembrar que Dan Hanna não estava preocupado apenas com um bonito papel fechado em “Red Satan”, mas em cães que representassem esse legado de maneira honrosa.